terça-feira, 4 de outubro de 2011


Enquanto todos nós dormimos bem agasalhados com nossos cobertores ou mesmo edredons, muitos animais que mal têm o que comer, morrem de frio, seja nas ruas, seja em abrigos. Não é ficção, é a pura realidade de milhares de animais abandonados.
Mas, você pode estender a sua mão. Não pense que pode fazer pouco. O seu pouco é muito para quem nada tem.
“Sou um só, mas ainda assim sou um.
Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa.
E, por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário